Com apenas 12 anos, menino abre escola em seu quintal para ensinar as crianças carentes do bairro

   Um adolescente de 12 anos, chamado Leonardo Nicanor Quinteros, conseguiu ter o respeito dos seus 36 alunos. O jovem decidiu oferecer por ele mesmo, há alguns anos uma nova oportunidade de aprendizado para todas as crianças que não tem condições financeiras, e que moram em bairros pobres de Las Piedritas l e ll.

O local do bairro fica em Pocito, em San Juan (Argentina). O adolescente e professor criou uma escola no fundo da residência de sua avó, e a nomeou de “Pátria e Unidade”. Mesmo que a escola ainda não esteja oficialmente reconhecida, no entanto, o mais importante acontece que é todos os alunos frequenta a escola realmente aprendem.

A escola que fica a cerca de uns 20 quilômetros da capital de San Juan, é já é muito conhecida pelos moradores da região. Leonardo e sua família não tem uma condição favorável, porém mesmo assim, ele criou esse desejo de ensinar as crianças carentes. Vale lembrar que as paredes da escola foram criadas de resto de papelão, chapa e nylon.

No fundo da escola, os espaços são muito pequenos, e tem três salas de aula divididas com tecidos, e elas servem como se fosse uma cortina de divisão. Cada sala possui um quadro-negro e uma lata que tem a serventia de armazenar os pedaços pequenos de giz. Vale dizer que na escola tem um jardim de infância.

Nico diz que aquele lugar tem a serventia para que as crianças que começam a estudar com dois anos, primeiro elas aprendem brincando. Já as outras salas, estão reservadas para as crianças do 1ª e 2ª uma e 5ª e 6ª outra. E já no lado de fora ficam os bancos dos alunos da 3ª e 4ª série.

O local educacional também conta, com uma bandeira da Argentina e um sino que serve para dizer que chegou a hora do intervalo.