Coronavírus; após ter óbito declarado por hospital uma mulher acorda dentro de um saco preto

Nos tempos em que vivemos é muito difícil saber quando será o nosso último dia de vida, principalmente pelos problemas que já existem no Brasil, a diferença que neste momento atual, estamos lutando contra uma terrível doença que já levou mais de 100 mil brasileiros à óbito.

O sofrimento que as famílias brasileiras vêm passando é enorme, principalmente para aquelas que teve seus entes queridos levados e que não conseguem nem se despedir pela última vez, isso porque os velórios não estão sendo permitidos por causa da pandemia.

Entretanto, dessa vez uma história emocionante aconteceu e espero que ela traga esperança para a população brasileira.

A família de Gladys Rodrigues, que mora no estado de Coronel Oviedo, Paraguai e eles passaram por momentos muito parecidos do que descrevemos acima.

Tudo começou quando Gladys de 26 anos foi diagnosticada com câncer no ovário e ela foi levada às pressas, depois que teve seu estado piorado.

Após passar alguns dias, a equipe médica que estava sendo responsável pelo caso confirmou o óbito da moça e ela foi levada até a funerária, local no qual estava aguardando um carro para que o corpo seja levado até o cemitério.

Um dos funcionários percebeu que o saco no qual a mulher estava, começou a se mexer e então, ele decidiu abrir e salvar a moça de um sufocamento provocado pelo saco em que seu corpo se encontrava. A mulher foi levada para o mesmo hospital e agora ela continua com sua guerra contra o câncer, os familiares agradecem por ainda ter a Gladys na vida deles.