Deputada Flordelis é suspensa do PSD e pode ser expulsa

A situação de Flordelis só está agravando ainda mais. Culpada pelo Ministério Público do RJ e Polícia Civil como a chefe do crime em que resultou a morte do ex-marido Anderson Do Carmo, sendo até mesmo suspensa pelo próprio partido político o PSD, podendo ser expulsa dependendo do resultado em que as investigações vão ter ao ser concluídas.


“O Partido do PSD deixou claro que desde o início vem acompanhado o caso que envolve a deputada Flordelis, e defendendo sempre o andamento e que o que as investigações sejam aprofundadas.

“Segundo as acusações e indícios da deputada, nosso meio jurídico irá adotar medidas para que seja feita de imediata a suspensão da sua filiação e, de acordo com o andar do processo em Justiça, medidas de acordo com o estatuto para a expulsão da deputada de seu quadro”, disse Gilberto Kassab, presidente do PSD em nota.

A polícia também contou que ainda nesta semana vai enviar um para à Câmara dos Deputados, para que seja suspenso o mandato da deputada.

Famosa por cantar gospel, a deputada e pastora Flordelis foi culpada pela polícia nesta semana como chefe do assassinato de seu ex-esposo, Anderson Do Carmo, em 2019.

Flordelis, foi a deputada com a 5ª maior votação entre os deputados no Estado do RJ, com 196.959 votos, nas últimas eleições.

O Ministério Público estadual do estado do RJ, junto com à Polícia Civil descobriram mensagens de celulares, no qual reforçam as enormes suspeitas de que a deputada Flordelis tinha planejado a morte do pastor, Anderson Do Carmo.

Via: fuxicogospel.com.br