Igreja é acusada de vender falsa cura para Covid-19

Esse caso ocorreu nos Estados Unidos e vem tomado uma proporção mundial, causando uma grande revolta a todos aqueles que têm conhecimento sobre o caso.
A família criadora da igreja acabou sendo presa depois de algumas investigações que mostraram a venda de medicamentos ilegais no qual eles afirmavam que esse produto “milagroso” poderia curar várias doenças.

A Igreja que tem o nome Genesis II de Saúde e Cura foi feita com a intenção de levar saúde à todos, relata os seus criadores.

Jim Humble o fundador do local conta em seu site que a verdadeira intenção de sua igreja é fazer um mundo sem doenças. Humble fala que deixou de fazer parte da igreja desde 2017 mas mesmo assim ele está sendo indiciado pela polícia dos Estados Unidos.

O atual chefe da organização já está preso na Colômbia lá também está preso seu filho Joseph, que tem 32 anos de idade, os dois foram acusados de criarem, promoverem e principalmente, venderem remédios fraudulentos que seria contra o Covid-19, fora as outras doenças. De acordo com os promotores do estado da Flórida, local onde o caso está sendo investigado, a família está sendo acusada de vender muitas dessas garrafas contendo esse conteúdo que dizem ser “milagroso”.

Infelizmente esse é mais um caso de falcatrua no qual usam a religião para enganar e também extorquir os fiéis, porém como podemos perceber esse tipo de ação não é algo realizado somente aqui no Brasil,até em um país no nível dos Estados Unidos, pessoas têm a coragem de se aproveitar da fé das pessoas para conseguir dinheiro.
Fonte: G1