Menino de 11 anos posta foto comemorando gravidez da namorada e causa revolta: “Papai já ama”

Nos dias atuais cada vez, mas os jovens tem filhos mais novos e isso é um problema sério que vem acontecendo em muitas famílias, os adolescentes que parecem não se importar com os problemas que pode vir com a gravidez precocemente. Para cuidar de uma criança necessita de muita responsabilidade e maturidade, e ainda tem que ter umas condições boas afinal frauda e outras coisas acaba saindo bem caro.

Muitas jovens que acabam engravidando são obrigadas a largar os estudos e acaba se atrasando na escola e isso prejudica bastante futuramente quando ela for procurar emprego que necessita de pelo menos ensino médio completo.

Cada dia que passa parece iniciam suas relações sexuais antes do esperado, aumentou muito os riscos de gravidez indesejada e na pior hipótese as doenças transmissíveis DST.

Está bombando na internet o menino com apenas 11 anos que publicou uma foto comemorando a gravidez de sua namorada que também é bem jovem. Na foto postada pelo rapaz os dois aparecem enrolados na toalha e dá para reparar que são apenas duas crianças, a foto intima dos dois dá a entender que acabaram de dito uma relação intima.

O menino colocou na legenda “papai já ama” enquanto aparece beijando a barriga da menina.

Está causando revolta na internet após as fotos que foram postadas pelo menino onde as pessoas estão se perguntando cadê os pais dessas crianças que não se pronunciaram diante desse ocorrido.  Alguns pediram até ajuda ao conselho tutelar.

Muitos casos assim que acontece com a gravidez precoce os pais da menina que acabam criando a criança, por que eles não têm condições financeira nenhuma nessa idade. Os pais e mães de hoje tem que voltar a ter controle sobre seus filhos para que evite, e que eles tenham regras e não apronte o que bem entender.

Notícias como está mostra que está preocupante a situação de nossos jovens, um menino de 11 anos como ele vai conseguir cuidar de uma criança, se eles ainda estão na infância e não passa de duas crianças?

via: istoe.com.br