O pior pode acontecer! Médicos de São Paulo alertam a segunda onda do coronavírus

Desde seu estopim na China, nos entremeados de 2019, a Covid-19 se tornou uma gigante ameaça para saúde da população mundial. Tendo em vista que mesmo havendo se passado um ano desde a descoberta do primeiro infectado pelo vírus no Brasil, já são mais de 5 milhões de pessoas que confirmaram sua contaminação pelo vírus, e dessas 1,2 milhões chegaram a óbito.

Temos informações de alguns países onde a segunda remessa de contaminação já se iniciou. E agora o perigo nos rodeia aqui no Brasil. No Estado de são Paulo, os cientistas já despertam para possível início de uma segunda onda do vírus Covid-19.

Médico chefe na supervisão de UTI, Dr. Jaques Sztajnbok, que trabalha no Instituto de Infectologia Emílio Ribas, na grande São Paulo, afirma que profissionais da saúde como médicos e enfermeiros, combatentes da linha de frente no combate contra o vírus, alertam e temem o efeito rebote do novo Coronavírus.

De acordo com dados dos órgãos responsáveis pelo combate e prevenção, os números de pessoas procurando atendimento com sintomas da doença aumentou significativamente, assim como o número de hospitalizações. 

Os números dos hospitais particulares registrando pacientes com Covid19 vem aumentando gradativa e significativamente. A direção do Hospital Sírio-Libanês informou nesta semana, que o número de pessoas internadas positivas para Covid, tem sido assustador, atingindo o extremo.

O número de internações em decorrência de infecção, aumentou em 50% nos estados de São Paulo.