Vacina contra o coronavírus já tem previsão de chegada ao SUS e cenário é animador

Por causa da pandemia do novo coronavírus que continua assolando a população brasileira, em larga escala. A grande esperança nesse momento, é a chegada de uma vacina contra o coronavírus, essa vacina já se encontra em fase avançada nos testes.

Veja também:

‘História de que a Amazônia arde em fogo é mentira’, afirma Bolsonaro


No início de semana, o ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello, participou de uma reunião com a presidente da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Nísia Trindade Lima, ocorreu no Rio de Janeiro, com a intenção de falar sobre a produção das vacinas contra o vírus aqui no Brasil.

As primeiras doses do imunizante vão ser distribuídas no começo de 2021 pelo Programa Nacional de Imunização (PNI), do Sistema Único de Saúde (SUS).

Vale dizer que a Fiocruz vem sendo responsável por fazer os estudos da terceira fase de testes da vacina. Que foi desenvolvida pela Universidade de Oxford, do Reino Unido, que é uma principais vacinas imunizantes que já podemos considerar em um estágio avançado.

Lote inicial – Vacina contra coronavírus


Pazuello afirma que o governo está fazendo o possível para acelerar esse processo e disponibilizar a vacina mais rápido para que assim milhares de brasileiros serão imunizados com elas.


Foi informado que mais de 100 milhões de doses das vacinas serão feitas com elementos importados. E a partir do mês de abril do próximo ano a unidade técnico-científica Bio-Manguinhos já vai ter as condições de produzir a vacina de maneira integral.

Vale lembrar que a presidente da Fiocruz contou que a fundação vem falando com a Anvisa, para tentar agilizar os prazos para a liberação da vacina.

Vale lembrar que o acordo que envolve a Fiocruz e também a AstraZeneca, que são responsáveis pela criação do imunizante. Tem a previsão para a assinatura de um trato de encomenda tecnológica já nesta primeira semana de setembro.

fonte: Oglobo